sexta-feira, 27 de abril de 2007

O outro Messias

Eleaser acorda e percebe que não está mais em Petra, mas de volta ao deserto próximo ao lago da Galiléia. Seus amigos estão murmurando algo em voz baixa, certamente cada um contando vantagem do que fez na cerimônia do equinócio de Outono. Zacharias, mais próximo dele é quem o saúda.
- Boa tarde, dorminhoco! Nunca provou de uma mulher e se lambuzou! Então, meu caro, o que tu viste durante teu transe?
- Nada. Não vou mentir nem contar coisas para vos impressionar. Se este é o grande mistério que os círculos internos guardam, nem merece ser guardado em sigilo.
O trio olha Eleaser com creta surpresa, mas Zacharias lhe dá um tapinha nas costas.
- Este é o velho Eleaser que eu conheço! Realmente, muitos de nós fingem ou inventam, tu és um dos poucos que passou no teste. Mas a iniciação é apenas o primeiro passo, necessário para que conheça todo o plano do Mestre Anás.
- Eu quero ver até onde vai tanta ilusão. Qual é vossa próxima tolice? Raptar-me para levar-me aos portões da própria Babilônia e ver uma criança ser imolada no fogo?
- Ora, vamos Eleaser, tu sabes que isto não é verdade. Era hábito dos Cananeus apresentarem seus filhos diante do fogo que saía do ídolo e que os rebentos eram rapidamente passados sobre chamas a título de consagração. Tu virás conosco para conhecer o outro messias, o que cumprirá as escrituras pela linhagem de Davi e irá com Johannes purificar os Judeus de seus pecados e os preparar para a vinda do novo Reino de Judá.
- Vejamos, então, tal rabino.
Os quatro seguiram então rumo ao subúrbio da Galiléia, chamado de Nazaré e bateram na porta de um humilde cômodo de um velho carpinteiro. Zadoque anunciou o grupo para o velho.
- Saudações, Yussef Rabar, guardião do Prometido de Deus, gerado e treinado nos Círculos Iniciáticos da Sagrada ordem de Melquisedeck.
Um homem velho, arqueado, sai do cômodo dizendo o que parecia ser uma contra senha.
- Bendito o que vem em Nome do Senhor.
- Meu irmão, nós gostaríamos de apresentar o rabino Yheshua para nosso irmão Eleaser. Nós temos certeza de que ele entenderá nossos propósitos se ouvir as doutrinas do jovem mestre.
- Mas...ele...
- Sim, iniciado e de confiança.
- Sigam-me. Ele deve estar na casa da sacerdotisa.
A cabeça de Eleaser pulsa com fúria. Uma sacerdotisa em plena Galiléia, um local considerado totalmente liberto dessas abominações. Sua curiosidade e ânimo em ir adiante para descobrir a verdade o impulsiona. Seus próprios colegas, Inspetores da ordem de Melquisedeck envolvidos com sociedades secretas e proteção ao culto inominável das rameiras. Eleaser pede forças e sabedoria a Deus para saber o momento certo de agir, muito embora sua fé em Deus havia diminuído depois da recente experiência. Depois de algumas ruas apertadas e quadras acima, Zadoque torna a apresentar o grupo diante de uma porta de um humilde cômodo.
- Saudações, Miriam Hilel, senhora abençoada com a semente divina que nos trouxe o messias pela linhagem de Davi.
Duas senhoras aparecem no portão e olham o quinteto, de alto a baixo. Sem nada dizer, abrem a porta para que o grupo possa se sentar.
- Mais peregrinos para seu teatro, meu esposo?
- Miriam, nós estamos diante de irmãos, não de meros curiosos ou gentios. Traga cá o nosso filho, dado por Deus.
- Oh sim, meu esposo, ou devo dizer, padrasto, visto que aquele que orgulhosamente chama de filho não foi feito de sua semente, mas sim de algum estranho que tu e teus loucos do Sinédrio arrumaram para me engravidar em seus cultos malignos. Eu tinha dezesseis anos, homem! Dezesseis!
- Sim, sim, Miriam, eu sei que foi traumático e que nunca me perdoará por eu ter traído tua confiança. Traga nosso filho, por favor.
Miriam sai furiosa da minúscula sala, deixando os homens debaixo da vigilância atenta da outra mulher. Eleaser sente que Miriam ainda tem esperanças e renova as esperanças dele mesmo, os Judeus ainda tem salvação. O fundo do casebre tem um quintal comum aberto para outras casas, Miriam sai de sua casa e entra em outra e interrompe a aula de Magdala.
- Yheshua, venha com a mamãe. Tem alguns sábios querendo te ouvir.
- Quanto tempo acha que ainda poderá tratar ele como criança?
- Quanto tempo essa loucura permitir que ele ainda seja meu filho.
Miriam sai da casa da sacerdotisa, levando Yheshua pelos braços, através do quintal, tomando cuidado para que os vizinhos não os vejam.
Eleaser repara que o jovem trazido por Miriam é um jovem de no máximo dezessete anos, mal tem barba, é fraco, tímido e inseguro. Como pode ele ser o outro messias?
- Meu filho, estes senhores são sábios que vem ouvir suas mensagens. Poderia dizer algo a eles?
O garoto, repentinamente ganha confiança, porte, olhos faiscantes e sua voz sua clara como um relâmpago.
- Tu não é meu pai. Meu Pai é aquele que me enviou para as ovelhas de Israel.
Eleaser se empolga com a mudança do jovem. Ali ele sente que terá as palavras que lhe foram ensinadas e são tão caras. Provocativamente, Eleaser resolve inquirir o jovem.
- E quem te enviou?
- Aquele que ouve meus preceitos e testemunha meus milagres vê aquele que me enviou.
- Por que foste enviado?
- Para que se cumpra totalmente as promessas dadas, desde Abraão, pelos profetas.
- Como as profecias serão cumpridas?
- Pelo Filho do Homem, ao ser sacrificado pelos pecados dos Judeus.
- E o que acontecerá depois das profecias serem cumpridas?
- O Julgamento. Quem se arrepender e receber o novo sacramento, viverá. Quem não se arrepender, irá sofrer no Sheol junto com Satan, por toda a eternidade.
- E os gentios?
- Eu falo a todos os que querem ouvir. Aos gentios a palavra convida a vir e se juntar, renegar seus falsos deuses e seus hábitos impuros, pois Deus é o Senhor.
Eleaser exulta. Ele ouve exatamente o que deseja ver acontecer. Ele olha para Johannes, que conseguiu tapear com sua falsa pregação, mas este jovem fala com convicção, com alma! Ele percebe Johannes piscar para Zadoque o que o faz olhar para Zacharias, pedindo com os olhos uma explicação.
- Meu caro amigo, Yheshua foi concebido em um ritual exatamente igual ao que tu testemunhastes em Petra. No dia, Miriam foi escolhida por sua linhagem pertencer ao do Rei Davi. Este jovem tem por pai um centurião romano, foi treinado na Torah por Anás, mas sua escatologia vem toda de Johannes. Este jovem é o elo que irá possibilitar a união de Judeus e gentios, debaixo de uma poderosa Nação, debaixo de Deus, debaixo da fé verdadeira.
- Mentira! Mentira! Eu sou o Filho de Deus! Eu sou o escolhido! Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida! Ninguém vai ao Pai senão por mim!
Yheshua se ajoelha e fica em posição fetal repetindo a palavra ‘mentira’, enquanto suga o dedo. Eleaser fica alarmado. Como um jovem tão instável pode ser a última esperança dos Judeus? E quanto aos ‘outros’ pares de messias que estão sendo preparados? Miriam puxa Yheshua para dentro do quarto enquanto fuzila o grupo com seus grandes olhos negros. Eleaser ainda está cheio de dúvidas e perguntas. Como? Quando? Por que? De que jeito? Havia um enorme abismo entre os Judeus e os gentios, era um projeto ousado demais para dar certo! Então surge uma terceira mulher, vinda da porta que dava ao quintal comunitário. Uma mulher que parecia e muito com a sacerdotisa Sulamita que meses atrás Eleaser havia tentado capturar. Uma memória péssima para ser revivida para esse momento.
- Senhores, que bom que estejam aqui. Diga a Anás que o jovem promissor está dando trabalho e que irá custar mais.
- Mais? Magdala, tu estás viva graças à nossa proteção e nós estamos pagando com peças de ouro seus serviços. Não há mais!
- Bom, talvez eu poderia ter mais sucesso em ensinar o jovem os Ritos Ancestrais que vós me proibistes de celebrar se não tivesse a interferência de uma mãe superportetora.
Magdala olha para trás em direção a Miriam, sacudindo seus fartos cachos castanhos de forma provocante e olha com uma sensualidade fatal ao grupo do homens, sentindo o desejo de cada um pelos seus atributos, nada disfarçados por suas vestes sacerdotais.
- Tu esqueces que teu sucesso irá garantir a continuidade de teus cultos antigos de forma velada, quando o Reino de Judá for restaurado e o mundo tiver Deus por Senhor. Em verdade, tu podes muito bem explicar ao nosso embasbacado irmão Eleaser quais são seus serviços e como eles se encaixam no Plano de Deus.
Magdala olha para Eleaser, com indiferença, ousadia e desprezo. Eleaser finge medo, afinal estes olhos não se comparam com os olhos da sacerdotisa que ele conheceu na sinagoga de Petra. Magdala ri com vulgaridade, balança seus quadris e véus. Como se estivesse falando o maior segredo e verdade do mundo, ela explica aquilo que, na verdade, a convenceram.
- Olhe bem para meus olhos e corpo luxuriante, Inspetor. Toda tua missão foi de perseguir, fechar e proibir os cultos antigos. Mas tu não sabes que teu superior os celebra ocultamente! Os Judeus nunca esqueceram seus dias de fartura e felicidade entre os Cananeus, Assírios, Egípcios e Persas! Os Judeus nunca esqueceram os cultos de seus ancestrais Hebreus! Este que vós chamais de gentios são como nós e vós quereis abarcar o mundo para vosso Senhor e Deus! Aqui está, Inspetor, o verdadeiro propósito de sua missão! Não é para varrer, mas para ocultar os Ritos Antigos. O povo comum irá abraçar novamente o culto ao Deus, como o Sinédrio deseja que seja cultuado! Quando todos forem unidos, Roma será derrubada e Judá reinará, debaixo de uma crença tanto Judaica quanto gentílica! Para isso, Inspetor, todos os messias estão sendo iniciados e treinados por sacerdotisas como eu, no que vós chamais de Círculos Internos. As mensagens dos messias, contendo tanto a doutrina da Torah quanto dos Livros Esquecidos, irá chamar para debaixo de Deus, o Senhor, toda Nação. Haverá, então um só Povo, uma só Nação, um só Deus, uma só Religião!

Nenhum comentário: