segunda-feira, 27 de agosto de 2007

A Suma Sacerdotisa

Magdala consegue reunir em Bizâncio a primeira assembléia com os lideres das muitas facções de Crestanos. Estes líderes eram sacerdotes que se autodenominavam de bispos por serem responsáveis por vários grupos de comunidades de Crestanos, cada qual formada por diversos fragmentos vindos de diversas doutrinas.
O clima é tenso e as discussões acaloradas, uma vez que cada bispo defendia fervorosamente a fé de sua facção.
- Senhores! Senhores! Como vós podeis perceber, é necessário buscar uma conciliação entre as igrejas.
- Bispa Magdala, vós representais os interesses de Roma, da igreja, ou de Crestos?
- Bispo Teodósio, nós representamos tanto os interesses da igreja de Roma como vós representais os interesses da igreja da Macedônia. Para que nós possamos atingir nossos interesses, precisamos procurar por um consenso. Do contrário, seremos sempre considerados e tratados como uma seita.
- Bispa Magdala, como poderemos saber quais são os pontos em comum entre nós, se temos tantas diferenças?
- Bispo Siriaco, cada um de nós tem uma profissão de fé, tem os pergaminhos com o Testamento dos Apóstolos e tem a estrutura da igreja. Assim como em Tessália, em Roma, Deus é Yeshu Crestos.
- Bispa Magdala, nisso nós concordamos, mas na Galícia dizemos que existem duas naturezas em Deus. Uma é Yeshu como Profeta e outra é Crestos como Filho.
- Bispo Corimano, nós concordamos que Yeshu, embora seja homem como Profeta, é Crestos porque é Deus encarnado.
- Bispa Magdala, nisso nós concordamos, mas em Corinto, Yeshu é o Filho que se fez carne nascendo como homem.
- Bispo Hesiarco, nós concordamos que Yeshu cumpre com as profecias antigas de que Crestos deveria nascer de uma mulher sagrada para que, embora homem, nascesse puro para nos redimir do pecado.
- Bispa Magdala, nisso nós concordamos, mas alguns dizem que a salvação é para todos enquanto outros dizem que é para poucos.
- Bispa Magdala, muitos de nós discordam até da constituição do pecado. Afinal, nascemos pecadores, herdamos os pecados ou nos tornamos pecadores?
- Bispo Teodósio, Deus escolheu uma nação para se manifestar para o mundo. Bispo Hesiarco, a Deus pertence a justiça para discernir os santos dos pecadores. Yeshu nos alertou de que não há inocentes exatamente para nos orientar para a humildade. Então é nossa obrigação avisar a todos que estamos sujeitos ao pecado, mas que podemos nos salvar ela graça de Yeshu.
- Bispa Magdala, nós estamos convencidos de vossa sabedoria sobre a doutrina e vemos que é possível haver uma conciliação.
- Bispo Corimano, a conciliação é necessária para que Roma seja mais flexível com as nossas atividades. O que eu proponho é que cada um de vós eleja um representante para ser o emissário de vossas comunidades diante de Roma e, dentre vós, há de ser eleito um Sumo Sacerdote para promover a concórdia entre todos os Crestanos.
- Bispa Magdala, eu creio que meus irmãos hão de concordar comigo de que vós demonstrastes um grande conhecimento e santidade. Em nome da igreja de Corinto eu vos peço que seja a Suma Sacerdotisa.
- Bispa Magdala, eu reluto em confiar em Roma, mas pelo bem das almas que ainda estão perdidas, em nome da igreja da Macedônia eu vos peço que seja a Suma Sacerdotisa.
- Bispa Magdala, vós mais que muitos sabeis das necessidades que passamos em Tessália por estas almas, eu vos peço que seja a Suma Sacerdotisa.
- Bispa Magdala, se Tessália sofre com a falta de recursos materiais, a Galícia sofre com a pobreza espiritual. Por estas almas, eu vos peço que seja a Suma Sacerdotisa.
Apesar do grande risco, Magdala aceitou de bom grado o resultado esperado. Como bispa de Roma ela tinha acesso a muitos recursos e saberia usar isto em seu beneficio. Muitos dos bispos que a conclamavam eram iniciados seus e outros tantos lhe deviam a vida. Os poucos que preferiram continuar autônomos não demorariam a se tornar um estorvo, uma resistência que viria a sentir a força da Igreja.

Nenhum comentário: