quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Jogos de guerra

O comandante Derico subdivide o enorme batalhão em oito frentes ao entrar na Gália, para que pudesse se infiltrar melhor através das fronteiras, entre os povos pagãos. Chegando em Nicius, as frentes seguiram para Genua, Bergumum, Tullum, Licium, Belarum, Argentum, Belginum e Lugdunum.
Mesmo com um oitavo do que era, o batalhão ainda causa espanto e comoção ao chegar na cidade fronteiriça de Belarum e o comandante Derico é recebido efusivamente pelo centurião Silvano.
- Ave, comandante Derico, seja bem vindo a Belarum. Nós os estávamos esperando, nós torcemos muito para termos a sorte de vos receber.
- Ave, centurião Silvano. Eu creio ser desnecessário lembrá-lo de que nós não viemos aqui a passeio, mas para cumprir nossa sagrada missão dada por César, pelo Papa e por Deus.
- Certamente, certamente. Os editais de nosso Divino e Augusto César nos chegou em bom tempo, nós temos muitos problemas com os rebeldes e os Godos.
- Rebeldes? Conte-me mais sobre eles.
- Meu senhor, é com vergonha que devo vos dizer que o governador comandante Lapidatus, nomeado por César para cuidar desta coorte e desta região, não apenas rejeitou a Igreja de Roma como se associou ao pior tipo de culto a Satan. Após uma dura e árdua batalha, conseguimos cercar e executar os líderes, mas alguns seguidores debandaram para a floresta cerrada, onde ainda vivem fazendo escaramuças contra nossas patrulhas.
- Entendo. E quanto aos Godos?
- Meu senhor, na palavra de um legionário, os Godos são os demônios em pessoa. Existem partes da floresta que simplesmente devoram vivos os santos de Deus.
- Isso é o que veremos. Eu gostaria de conversar com as patrulhas que conheçam um pouco esta floresta e a nossos inimigos.
- Sim, senhor. Imediatamente, senhor.
Silvano ordena ao oficial do dia que se dê o toque de reunir para todas as patrulhas, trinta grupos com até cinco pessoas que escolhiam para si uma alcunha. Entre estas, estava a patrulha dos cães que sempre era posta em último lugar nessas reuniões. O centurião faz uma breve preleção, apresentando o nobre visitante que então faz seu discurso aos legionários.
- Legionários! Eis que vos dou uma oportunidade inigualável! Quem dentre vós se oferece para comandar, junto comigo e o centurião Silvano, o Exército Romano em uma campanha contra os rebeldes e os Godos?
Um grande burburinho toma conta do pátio, enquanto os grupos discutem entre si. Por mais que tenha vindo um enorme reforço, os legionários sabem por experiência própria que isso não é vantagem na floresta cerrada. As patrulhas foram diminuídas de dez para cinco homens exatamente para minimizar as baixas.
Domiciano sentiu um comichão, como se uma mão poderosa o estimulasse e se apossasse dele, o fazendo se aproximar e se apresentar, dizendo algo que ele mesmo não entendeu o significado naquele momento.
- Envia-me a mim, Senhor.
O velho Patmos corre desesperadamente até onde Domiciano estava, sendo seguido pelos demais da patrulha dos cães, sem entenderem muito o que estava ocorrendo.
- Meu senhor, perdoe o ímpeto desse jovem legionário, ele não está em seu juízo perfeito.
- Quem me dera ter mais iguais a ele! Quem és tu, legionário?
- Marco, meu senhor.
- Meu senhor, ele é muito jovem e está na pior patrulha desse campo. Ele mal tem barba, como pode comandar?
- Isso é verdade, Marco?
Mais uma vez, as palavras vêm aos lábios de Domiciano, sem que ele se dê conta do significado.
- Deus escolhe os pequenos para humilhar os grandes e os últimos serão os primeiros.
- Pois me parece que este jovem demonstra a unção de Deus sobre ele. E tu, velho legionário? Pretende continuar vivendo com uma alma morta? Ou prefere avivar a alma e morrer para o mundo, confessando a Yeshu Cresto como teu Senhor?
Patmos empaca, engole a seco, e fica suando frio. Baruc o cutuca, mais por instinto de sobrevivência.
- Aceita, pelas barbas de Ormuz! Eu não me incomodo de fingir ser Crestano se isto vai tornar-me rico!
Assim, diante do comandante Derico, há uma verdadeira conversão em massas daqueles legionários, que foram batizados pelos sacerdotes que estavam na campanha.

Nenhum comentário: